Provedores Regionais de Internet ganham ainda mais importância na quarentena

Os pequenos e médios provedores de internet se desdobram para garantir conexão para moradores em áreas rurais e de maior vulnerabilidade

POR: Adriana Fernandes – Tropico Comunicação 

Em meio à pandemia do novo coronavírus pelo mundo, a maioria dos estados adotou o fechamento de comércios e outros serviços não-essenciais para conter a disseminação do vírus. Com mais pessoas em casa, a internet se tornou a principal ferramenta para trabalhar, estudar, se comunicar, e até fazer compras de mantimento on-line. Nesse cenário, os pequenos e médios provedores vêm demonstrando seu valor social ao garantir a conexão em zonas urbanas e áreas de vulnerabilidade nas quais as grandes operadoras não chegam.

Mesmo em áreas urbanas, o serviço dos provedores regionais é solicitado, motivado principalmente por mensalidades menores e maior velocidade de banda larga. Atualmente, as empresas de pequeno e médio porte ultrapassaram as grandes operadoras de telecomunicações no Brasil. Pela primeira vez, os 14,1 mil provedores regionais do País detêm 31,5% do mercado de banda larga e representam 73% do total de novos acessos à banda larga.

Organizadora do maior congresso de pequenos e médios provedores de internet do Brasil e responsável por expedições mensais em diferentes capitais do Brasil para a profissionalização do segmento, a EXPOISP analisa que a principal preocupação neste momento é o cuidado com a saúde e proteção das famílias brasileiras e que a garantia de internet é um serviço essencial para permitir com que as pessoas fiquem em casa sem abrir mão dos estudos, do entretenimento e até mesmo de ajuda médica on-line.

Os provedores regionais levam o atendimento a áreas em que as grandes operadoras de internet não conseguem chegar e com mensalidades por um menor custo, que faz toda a diferença para milhões de brasileiros. Com a necessidade de home office, aulas on-line, entretenimento, os provedores regionais estão desempenhando um papel social imprescindível para o fortalecimento da campanha de isolamento social em vigor. E é importante que este momento sirva de aprendizado para mostrar a necessidade de investimento nestes modelos de negócio mesmo após o fim da pandemia.

Cientes da importância que o serviço ganhou nos últimos dias, alguns provedores aumentaram a velocidade de banda-larga gratuitamente para os clientes. Este é o caso da Telecall Brasil que liberou + 1GB de Download e Upload, aumento de capacidade de ligações sem custo adicional. De acordo com o VP de Marketing da empresa, Bruno Kelman Ajuz, a procura por aumento de velocidade, sobretudo por empresas, e a contratação de serviços cresceu nos últimos dias, mas a Telecall também se prepara para um possível aumento do índice de inadimplência motivado pelos reflexos econômicos da pandemia.

“Para as empresas, fomos bastante procurados para aumento de banda para pessoas conectarem remotamente por VPN, nossa telefonia permite que os clientes levem os aparelhos para home office ou mesmo instalem no celular no IOS ou Android. Para as escolas que atendemos ajudamos nos links para ensino a distância. Contudo, houve também pedidos de suspensão de serviços e acredito que teremos um grande aumento de inadimplência”, explica Ajuz.

Para a engenheira Ana Paula Meira, CEO da Meira ISP, que atua na consultoria e projetos de inovação para provedores de serviços de telecomunicações, é importante que a área de telecomunicações se prepare para enfrentar e se adaptar a diante à crise pandêmica, incluindo um novo protocolo de atendimento às residências.

“Hoje, mais do que nunca, as pessoas do Brasil e do mundo se conectam à internet devido a quarentena e busca por informações e, por isso, o nosso compromisso é garantir seu acesso à rede. Contudo, algumas dicas são importantes, como privilegiar os atendimentos virtuais, mas caso a visita seja realmente necessária, ao chegar na residência, o profissional deve solicitar ao cliente o acesso ao banheiro, no qual deverá lavar as mãos e os braços, utilizar máscara, álcool gel e manter distância  de 2 metros das pessoas. Com responsabilidade e a participação de todos, conseguiremos vencer a pandemia”, ressalta Meira.

Diante o novo cenário, pequenos e médios provedores, consultores, tomadores de serviço e empresas de tecnologia se preparam para debater os reflexos da pandemia no mercado durante o encontro nacional de provedores regionais, EXPOISP Brasil, que acontecerá de 29 a 31 de julho em Olinda, Pernambuco. O evento que aconteceria em julho, foi reagendado em respeito às orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).