NOVO! Nova revista digital Leia mais

Finanças S/A

Três razões para usar cashback no seu negócio

2 Mins read
Ferramenta é estratégia importante no modelo B2B2C

Por: Paula Siqueira
Apesar de não existir um órgão responsável pelo monitoramento do uso de cashback no Brasil, é possível afirmar que, cada vez mais, empresas têm apostado em estratégia com cashback para melhorar resultados e criar fidelidade com seus clientes. Um estudo publicado pelo American Market Association aponta que, entre tantas outras vantagens, a estratégia tem mais apelo do que programas de pontos voucher, cupons e gift card, por exemplo.

Os benefícios da estratégia podem ser usufruídos por pequenas, médias e grandes empresas dos mais variados segmentos. Pensando nisso, Sérgio Ferrari, CEO da LemoneyWay – holding especializada em gerar soluções em cashback, conta as principais razões para implementar a estratégia. Confira.

1. Aumento na taxa de conversão em média de 3,4 vezes

Chamar a atenção do consumidor é sempre um desafio. Por isso, se comunicar de maneira eficiente e impactante é indispensável no mundo competitivo dos negócios. Uma empresa que usa o cashback pode se comunicar dizendo: “Você tem R﹩1.000 para resgatar na sua próxima compra” ou “Acumule 5% para a sua próxima compra”. De acordo com Ferrari, estudos recentes mostram um aumento da taxa de conversão em 3,4 vezes. A empresa que valoriza, empodera e, principalmente, maximiza o poder de compra do cliente sai na frente.

2. Aumento do ticket médio em torno de 46%

Segundo Ferrari, estudos apontam um aumento do tíquete médio em 46% (de US﹩73 para US﹩106), com estratégias de vendas que utilizaram o Cashback. Isso acontece quando o consumidor percebe que pode gastar mais em suas compras, pois parte do dinheiro gasto irá retornar para ele como Cashback.

3. Fidelização inteligente

O consumidor é a parte mais importante na relação de consumo. Por isso, é ele quem precisa ser atendido. Logo, quando o benefício é tangível, a empresa demonstra transparência. “O consumidor sabe o quanto ganha com cada compra e escolhe onde, como e quando ele quer utilizar. Diferente de pontos, ele não precisa realizar diversas compras e juntar quantidades enormes de pontos para adquirir produtos que muitas vezes não geram tanto valor assim, não à toa, bilhões de pontos expiram todos os anos”, explica Sérgio Ferrari, CEO da LemoneyWay. Desta maneira, a fidelização vem de forma natural, criando um círculo virtuoso para as empresas.

 

Related posts
Finanças S/A

As micro e pequenas empresas e o necessário acesso ao crédito

6 Mins read
POR: Cesar Bergo Originários notadamente do artesanato e do comércio, os empreendimentos de pequeno porte vêm, ao logo do tempo, participando ativamente…
Finanças S/A

BitPreço utiliza cBRL e inicia conexões com Exchanges Descentralizadas

1 Mins read
POR: MGAPRESS A BitPreço, maior marketplace de criptomoedas da américa latina, anunciou hoje que uma nova modalidade de exchanges foi adicionada à…
Finanças S/A

E-commerce brasileiro registra expansão de 91% no primeiro trimestre, indica Mastercard SpendingPulse

2 Mins read
O período (jan-mar) registrou números positivos e um crescimento histórico nas vendas online em comparação com o ano anterior POR: JeffreyGroup Brasil…
Fique por dentro das novidades

[mc4wp_form id="1087"]

Se inscrevendo em nossa newsletter você ganha benefícios surpriendentes.