Aniversário de São Paulo: o que levou empreendedores a decidirem se mudar para a selva de pedra

POR: Piar Comunicação

Na próxima segunda-feira, 25 de janeiro, a cidade de São Paulo “assopra as velinhas” e celebra 467 anos de vida. Conhecida como o coração financeiro do Brasil, a capital paulista é uma cidade multifacetada, com um dos maiores pólos culturais do continente e o destino de pessoas que decidem dar um novo passo em suas vidas em busca de estudos, trabalho e oportunidades.

E, para celebrar a data, convidamos alguns empreendedores e colaboradores de empresas que vieram para a famosa terra da garoa em busca de sonhos e acabaram se apaixonando por Sampa, mêo. Confira!

Milton Tavares Neto, Co-fundador da Konduto, antifraude para e-commerces e pagamentos digitais

Nascido em Salvador (BA), Milton se mudou para São Paulo no início de 2007 ao iniciar o curso de Engenharia da Computação na Escola Politécnica da USP. Nesse tempo, também morou dois anos na França e retornou para a capital, onde fundou em 2014 a Konduto, ao lado dos empreendedores Tom Canabarro e Daniel Bento.

“Não me vejo deixando a cidade, pois gosto muito daqui. A Konduto está crescendo ano após ano e se consolidando como uma empresa importante para o mercado brasileiro e latino-americano e também aprecio muito a variedade cultural da cidade. Costumo frequentar muitos shows, exposições, cinemas alternativos e adoro descobrir bares e restaurantes, exceto por esse último ano em que tivemos que aderir ao isolamento social por conta da pandemia”, finaliza Neto.

Samir Iásbeck, CEO do Qranio, plataforma mobile que usa gamificação para estimular seus usuários com conteúdos educacionais

O empreendedor decidiu sair de sua cidade natal, Juiz de Fora (MG), depois de descobrir que a cidade foi eleita a nona melhor do mundo para se empreender com startups. “Em São Paulo, se encontram todos os personagens desse ecossistema de empreendedorismo. Além disso, é onde tem o maior número de eventos para fazer netwoking, eventos de aprimoramento técnico, as maiores feiras, entre outros”, finaliza.

Pollini Jorio Santana, Head de Vendas e Financeiro e co-fundadora da Feedback House

A startup detentora de uma ferramenta de comunicação e desenvolvimento de times acelerada pelo programa InovAtiva Brasil em 2015 nasceu em Porto Alegre, cidade de um dos sócios, onde operou por dois anos. Contudo, visto que a maior parte dos clientes estava em São Paulo, ficou inviável manter a sede da startup no Rio Grande do Sul.

“Terminamos o processo de migração da sede para São Paulo em 2018. A cidade nos agregou muito networking e clientes grandes com mais de mil funcionários. Em São Paulo, sem dúvida, tem muito mais empresas (clientes), eventos, investidores e networking. Além disso, tem voo disponível para qualquer lugar do Brasil e exterior, muito mais fácil de se locomover. Também tivemos uma economia significativa em termos de impostos”, comenta Pollini.

Heitor Orletti, founder e COO da Vianuvem, startup com software BPM no-code

O empreendedor saiu de sua cidade natal, Espírito Santo, e decidiu abrir a startup com Fredy Evangelista, CEO da Vianuvem, para simplificar os processos organizacionais para que pessoas e empresas possam fazer o que realmente é importante para elas. “Não foi uma decisão fácil, eu me arrisquei e não tinha um plano B, mas entendo que São Paulo é a capital que faz tudo acontecer e, pensando nisso, não me arrependo de ter tomado essa decisão. Hoje, a Vianuvem possui mais de 130 grupos empresariais e 35 mil usuários no portfólio”, comenta.