Mozak realiza segunda fase de vendas do residencial Essência no Leblon

Apartamentos de 2 e 3 quartos, a partir de 1.450.000,00 somente no mês de agosto

POR: Louize Lopes – Canal Comunicação

A Mozak realizará, até o fim de agosto, a segunda fase de vendas do empreendimento Essência, no Leblon. O evento acontecerá de 9h às 18h e terá início no dia 22/08, no stand, localizado na Rua Juquiá, 61. Além das condições especiais válidas somente para esse mês, os visitantes terão a oportunidade de vivenciar a experiência virtual de estar em um apartamento decorado, através da tecnologia realidade aumentada. Será possível conhecer a planta, caminhar pelo apartamento e seus ambientes e ter noção espacial do imóvel. Além disso, poderão tirar dúvidas sobre o empreendimento e negociar com a diretoria comercial da Mozak, que estará presente no local.

O residencial contará com dois blocos e 79 apartamentos de 75,64m2 a 123,62m2, de dois e três quartos e uma vaga na garagem. O Essência é um empreendimento diferenciado dos existentes no Leblon, com área de lazer completa, serviços compartilhados e pay-per-use. Localizado próximo às ruas mais nobres do bairro, cercado por toda conveniência que a região oferece, além da proximidade com o metrô da Antero de Quental.

Beleza e funcionalidade fazem parte do projeto do Essência. A arquitetura colaborativa integra, em total sintonia, a fachada e os elementos do entorno. O projeto arquitetônico é de Inácio Obadia e a concepção de interiores e fachada é assinada por André Piva. O paisagismo é do Rodrigo Oliveira e o projeto de iluminação do Maneco Quinderé.

Carolina Lindner, Gerente Comercial da Mozak, destaca que essa é uma oportunidade imperdível: “Quase não há mais espaços para lançamentos de grande porte na Zona Sul do Rio. Porém, a procura por imóveis na região cresce dia após dia. E como dita a lei do mercado, quando há demanda e a oferta é pequena, mais valorizado é o produto ou serviço. A melhor hora para quem quer investir é agora. A exemplo da bolsa de valores, que já foi às alturas, o mesmo deverá ocorrer com os imóveis em um futuro bastante próximo. Os especialistas consideram que as empresas de construção civil estão apenas esquentando as máquinas e que, com a recuperação econômica, logo o preço dos imóveis também será recuperado. Um retrato disso nós percebemos com as vendas dos empreendimentos lançados, que têm superado nossas expectativas. Cerca de 85% do Índigo foi comercializado antes mesmo do seu lançamento, e em poucos meses finalizamos a primeira fase de vendas do Essência”.