Instagram nunca teve tantos anúncios quanto agora

POR: Luciana Tavares

O site The Information fez um levantamento completo sobre a “contabilidade” do Instagram. Segundo a reportagem, o Facebook tem exercido cada vez mais influência na maneira como a rede social de fotos e vídeos tem trabalhado. Prova disso, foi o anúncio recente de que tanto o “Insta” quanto o WhatsApp mudarão de nome, escancarando que fazem parte de um mesmo ecossistema. No entanto, um dos dados mais alarmantes da reportagem vem da propaganda: nunca fomos tão bombardeados com anúncios como agora.

Durante a apresentação de ganhos da empresa em outubro de 2018, Mark Zuckerberg descreveu a seção “Explorar” do Instagram como uma “oportunidade” para aumentar a carga de anúncios do aplicativo. O movimento, então, se completou no último mês de junho, quando o Instagram adicionou anúncios também neste seção, que era, até então, a única do aplicativo livre de propagandas.

As tensões internas entre o Facebook e o Instagram cresceram muito depois que os dois fundadores da rede social focada em imagens renunciaram no ano passado. Mesmo com o controle total da plataforma, o Facebook não parece ligar muito para assuntos monetários, por assim dizer. A empresa está preocupada que o Instagram possa, um dia, se sobrepor ao aplicativo principal do ecossistema em popularidade. Isso é um problema porque a maior parte da receita publicitária do Facebook vem de seu aplicativo-chefe, e não do Instagram — pelo menos por enquanto.

Como o Instagram tem menos seções do que o Facebook, a empresa vai depender muito do interesse do mercado em colocar essas propagandas. Um outro movimento que tem sido detectado é o aumento da possibilidade de se fazer compras dentro do app — o Facebook chegou a pensar em um programa separado do Instagram apenas para essa finalidade.

Fonte: MashableThe Information