Falta de gestão em licenciamento ambiental traz riscos à governança corporativa

As companhias devem investir em uma gestão eficiente para a gestão dos compromissos ambientais, organização dos fluxos de trabalho de colaboradores e acompanhamento das métricas para cumprimento das exigências

POR: Willians Ribeiro – www.brsa.com.br

 O licenciamento ambiental é uma exigência da legislação brasileira para todos os empreendimentos ou atividades que empregam recursos naturais ou que possam causar algum tipo de poluição ou degradação do meio ambiente. Por meio desse mecanismo, itens como localização, instalação, ampliação e operação destes empreendimentos ou atividades precisam ser autorizados pelos órgãos competentes. Empresas dos mais variados segmentos – como Construção, Energia, Mineração, Manufatura, Telecom etc. – estão sujeitas às regras do licenciamento ambiental, porém a maioria delas não possui uma gestão eficaz para controlar os processos relacionados ao compliance ambiental, deixando-as expostas a riscos de multas e até paralisação de operações.

“O licenciamento ambiental envolve uma enorme quantidade de variáveis, prazos para cumprimento dos compromissos ambientais, condicionantes ambientais, custos para estar em conformidade com a legislação etc. Sem visibilidade e controle desses processos, as empresas correm muitos riscos em suas operações, além de perda de produtividade e competitividade. Atualmente, a maioria usa planilhas Excel, porém, com a complexidade que a lei exige, somada à quantidade e diversidade de permissões e autorizações, começam a acontecer inconsistências e retrabalho”, explica o CEO da WayCarbon – empresa brasileira especializada em serviços e produtos integrados para gestão da sustentabilidade em iniciativas públicas e privadas -, Henrique Pereira.

 Tecnologia a favor do licenciamento ambiental – A tecnologia é uma das saídas para esse desafio. Pensando em como gerar inovação, trazer solução para uma dor de mercado e desenvolver ativos que normalmente são feitos de modo artesanal, a WayCarbon criou a solução LicenTIa. O LicenTIa é uma plataforma online desenhada para organizar de maneira simples e efetiva os processos de licenciamento ambiental, aumentando a governança corporativa e permitindo acesso à informação em nível corporativo, com visibilidade e controle de todas as etapas de cumprimento das exigências ambientais.

“Com a base tecnológica do LicenTIa, as empresas podem gerenciar seus compromissos ambientais com simplicidade, traçar planos de ação, organizar fluxos de trabalho de colaboradores e consultorias, acompanhar os progressos das métricas para cumprimento das exigências e ter um controle completo dos custos inerentes às condicionantes ambientais para estar dentro da lei e sem riscos”, comenta o idealizador do LicenTIa, o engenheiro ambiental Leonardo Santiago.

Inovação dá origem a spin-off – A criação do LicenTIa encontrou tanta aderência às necessidades do mercado que virou uma spin-off da WayCarbon. A nova empresa já recebeu seu primeiro aporte da Bossa Nova Investimentos, que estimou um valuation de R$ 1 milhão em seu primeiro ano de vida. Também já conquistou seus primeiros clientes, entre eles Rio Energy e Guanhães Energia. “Nosso propósito é revolucionar o licenciamento ambiental no Brasil”, diz Leonardo Santiago.

Sobre a WayCarbon – A WayCarbon é referência em assessoria sobre mudanças globais do clima, gestão de ativos ambientais e no desenvolvimento de estratégias visando a ecoeficiência e a economia de baixo carbono. Para saber mais, visite https://waycarbon.com/