Empresas crescem até três vezes mais na pandemia

Diante de cenário incerto causado pela pandemia em que mais de 700 mil empresas fecharam as portas, alguns segmentos apresentaram desempenho acima do esperado 

 POR: Missão Comunicação

No Brasil, 716 mil empresas fecharam as portas desde o início da pandemia, de acordo com dados da Pesquisa Pulso Empresa: Impacto da Covid-19 nas Empresas, realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Na contramão do mercado, algumas empresas têm desfrutado de crescimento maior durante esse período, esse é o caso da B4A – uma startup na área de beauty-tech​ ​, que vende produtos de beleza através de social selling​, fornecendo experiências especiais para consumidores e ajudando marcas de beleza e bem-estar a se tornarem direct-to-consumer​ – que apresentou crescimento de 43% no período.

A alta foi de cerca de 10% mensalmente, o dobro dos resultados que a empresa vinha apresentando antes da pandemia do novo coronavírus, na casa dos 5% por mês. O desempenho positivo e acima do esperado levou a empresa à contratação de novos profissionais para atender a demanda. “Contratamos 15 novos colaboradores, principalmente, para os departamentos de tecnologia, operações e comercial”, conta Jan Riehle, CEO da B4A. “Aumentamos nossos esforços no desenvolvimento da nossa plataforma B4A Connect, a tecnologia que utilizamos para conectar consumidores, marcas de beleza e influenciadores, para criar uma ecossistema que proponha ganhos para cada participante”, Riehle completa.

Para o executivo, ter um planejamento cuidadoso frente ao novo cenário foi decisivo. No início da pandemia, a empresa tomou algumas decisões como a maioria das demais organizações, suspendeu a contratação de serviços por terceiros, reduziu a jornada de trabalho dos colaboradores e adotou um comportamento mais “conservador” em geral. Mas os maiores propulsores do crescimento da B4A foram uma mistura de aumento da busca por diversão por parte dos consumidores (que estavam entediados com a quarentena), que clubes de beleza como a Glambox e o clube da Men’s proporcionam, além de uma procura por conveniência, que a B4A oferece através da compra online de produtos nas várias verticais de ecommerce.

Outra razão apontada para o crescimento está relacionada às dificuldades enfrentadas por um grande número de marcas de beleza tradicionais, que costumavam vender apenas através de canais offline como o varejo ou vendas diretas, que encontraram valor numa integração com a B4A Connect, plataforma digital que ajuda marcas a desenvolver uma estratégia digital, para se tornarem direct-to-consumer,​ venderem e interagirem melhor com consumidores através de meios eletrônicos. “Nossos parceiros no mercado de beleza nos procuraram e pediram ajuda para ajustar suas estratégias, para lidar melhor com a queda nos canais offline”,  conta Riehle.

“Convivendo com as restrições da quarentena, as pessoas começaram a buscar alternativas para se divertir, consomem mais conteúdo digital e querem continuar a ter uma experiência social, e nossos clubes de beleza oferecerem tudo isso em ambientes digitais.

Além disso, a indisponibilidade ou incómodo de comprar em lojas físicas, aumentou a demanda por compras online”, explica Riehle. A empresa já contava com a área de tecnologia estruturada, mas as mudanças impostas pela nova realidade resultaram na aceleração de projetos, e mais investimento em tecnologia.

Entre as principais inovações do período, o CEO da B4A ressalta a criação de benefícios como a entrega grátis para todo o Brasil para assinantes da Glambox e do Clube da Men’s, sem valor mínimo de compra, além da intensificação da oferta de conteúdo digital e lives em várias redes sociais no período. “Focamos em melhorar a experiência dos nossos clientes e em agregar ainda mais valor às nossas marcas e às empresas dos nossos parceiros da indústria”. Durante os últimos meses, a empresa investiu na comunicação com seus consumidores e promoveu uma série de lives com assuntos relacionados a área da beleza.

Para Riehle, a resiliência, que diz respeito à capacidade de se adaptar diante de cenários adversos, foi crucial para que a empresa crescesse quase três vezes mais do que o mesmo período do ano passado. Seguindo a tendência de crescimento, a previsão é que a B4A continua crescendo aos 8% por mês até o final do ano.