Di Ferrero encerra a primeira temporada do The Live Show

O programa de Rafael Cortez teve sua primeira exibição em Outubro do ano passado

POR: Patrícia – Tuddo Comunicação 

O The Live Show, programa apresentado pelo jornalista e humorista Rafael Cortez, encerra sua primeira temporada nesta terça feira (27 de agosto). Várias personalidades passaram pelo palco do Talk Show como: Marisa Orth, Fábio Porchat, Oscar Filho, Nando Reis dentre outros.

 Com a presença do ex -vocalista da Banda NX Zero, Dí Ferreiro, o programa encerra sua primeira temporada.

Di Ferrero entrou no NX Zero em 2004 e permaneceu até 2017, em dezembro do mesmo ano anunciou que a banda iria dar um tempo.

Em 2018, Dí começou a sua carreira solo e, desde então, está focado em seus projetos. Em março do mesmo ano lançou seu primeiro single e o clipe da música “Sentença”, depois  veio a divulgação de “Você Devia se Amar”. Em parceria com rapper Rael, Di lançou “Freeman”. 

E não para por ai, em agosto lançou o single “No Mesmo Lugar” e o clipe contou com a participação de sua esposa Isabelli Fontana.

O cantor subiu ao palco do Talk Show de forma descontraída e levou o público à loucura.

 “Eu me sinto honrado de participar da final da primeira temporada do seu programa”, disse Di Ferrero.

Rafael perguntou sobre o novo single que o cantor lançou recentemente intitulado como “Sinais”, ele disse ao apresentador como se inspira para escrever suas canções.

“Para fazer música eu tenho que passar por alguma situação de propósito para escrever sobre aquela experiência, é muito louco. Por exemplo: me forçar a viajar, ai acaba saindo a letra”, contou.

E como o assunto foi o novo single, Dí soltou a voz e cantou o seu novo sucesso, com os fãs cantando em uma única voz.

Quem não pode estar presente participou usando as redes sociais do The Live e mandou perguntas a para a produção comandada pelos alunos da FAM. Um dos internautas perguntou: Qual das suas músicas você utiliza quando quer ouvir umas verdades?

“Deixa eu ver aqui… vária, todas eu levo um “tapão” na cara, tipo eu cantando essa música agora,  “Sinais”,  o que me vem na cabeça é essa coisa da ansiedade que eu tenho,  a gente se cobra muito e precisa trabalhar isso. A gente fica tão ansioso e deixa a coisas de fora nos influenciar, acabamos  virando uma marionete, refém das coisas que a gente já fez, ou daquilo que achamos que é certo, então quando eu canto um som, lanço a minha música eu digo já é sucesso, já rolou. Antes eu não era assim,  fisicamente me dava um monte de problema, até febre, agora não, já deu certo e pronto”, finaliza o cantor.

Ao final o apresentador Rafael Cortez foi homenageado pelos alunos da FAM, e várias frases de agradecimento foram lidas.

 “O emprego tão sonhado parece que nunca vinha até você nos dar essa oportunidade”, leu um dos alunos que fez parte do projeto.

Cortez foi as lágrimas e ao som embalado por Dí Ferrero “ Razões e Emoções”, todos os participantes subiram ao palco e comemoraram o final da primeira temporada do The Live Show.