Atletas lançam linha de cosméticos específica para atividades de alto impacto e projetam faturar R$ 5,5 milhões neste ano

POR: Duetto Comunicação

Renata Chaim, Corina Cunha e Gisele Violin são amigas, atletas e idealizadoras da primeira linha nacional de cosméticos específicos para a prática esportiva. Entre uma conversa e outra as esportistas comentavam sobre os desafios que, principalmente as mulheres, enfrentam durante a prática de esportes, e a Corina, que é farmacêutica, começou a desenvolver e testar alguns produtos e os disponibilizou às amigas, que, avaliando os resultados, decidiram apostar no nicho e após muitos testes e adequações, começaram a ser comercializados, nasce então a Pink Cheeks.

Pioneira no segmento de produtos voltados para a performance esportiva, a marca está no mercado há 5 anos e, nasceu da necessidade das corredoras em encontrarem no mercado produtos realmente efetivos e que aliviassem os problemas enfrentados no dia a dia por atletas. Os cosméticos eram destinados principalmente aos danos causados por queimaduras de sol, assaduras, bolhas nos pés, nós nos cabelos, entre outros imprevistos e, posteriormente veio o lançamento da primeira linha de maquiagem própria para malhar, a Sport Makeup.

As sócias perceberam, então, que, precisavam investir também em uma linha que levasse ao segmento esportivo mais soluções que facilitassem a vida dos atletas, uma marca que tivesse o mesmo DNA da Pink Cheeks, entretanto, com maior praticidade para os desafios enfrentados em uma rotina de atividades físicas, principalmente as de alto impacto.

“Com o lançamento da marca Sport’s It, temos o objetivo de atender um público mais unissex, em função de a Pink Cheeks possuir um posicionamento mais feminino, seja no nome “Pink”, ou em algumas categorias, como maquiagem, por exemplo. Além disso, os produtos da nova marca são mais simplificados no sentido de ser uma linha compacta, sem tantas variações, como cor, formato, fragrância, etc. Ao final, conseguimos uma linha com um excelente custo-benefício, que entrega performance similar ao que trabalhamos na linha Pink Cheeks, mas de forma mais direta, com um apelo de marketing mais performance, em detrimento da performance com beleza, que é o que a linha Pink Cheeks explora”, explica Renata.

Em 2018 as sócias faturaram a bagatela de R$ 4 milhões com a venda dos cosméticos e, o crescimento buscado para este ano pela empresa é de 40%, sendo que a linha Sports’It será uma das formas para alcançarem estes números. Em linhas gerais, as sócias esperam que a Sports’It possa alavancar em 20% o faturamento da empresa.

É válido lembrar que a venda dos produtos é centralizada por meio do site próprio da empresa e também representa uma fonte de renda indireta de mais de 3 mil consultoras espalhadas em território nacional.

Deixe uma resposta

CAPTCHA