As lives se tornaram um espaço de comunicação essencial perante pandemia

Essa tecnologia foi adotada por várias empresas e gera um relacionamento acertado com o público.

POR: Toda Comunicação

Nos dias conturbados que o país (e o mundo) está vivendo, em decorrência da Pandemia do Covid-19, muitas pessoas estão buscando nas lives a atenção de sua audiência e essa atenção está totalmente associada ao seu poder de criatividade, confiança, credibilidade e no conhecimento de suas inserções.

Isso porque as lives podem ser uma grande alternativa de comunicação para muitas pessoas, empresas e instituições ganharem a atenção do seu público alvo, para divulgar seus serviços e produtos ou transmitir informações e conhecimentos.

Sirley Machado Maciel, professora de oratória, palestrante, analista comportamental e presidente do INTREPEDS, apresenta, “A Live possui duas características: primeira, ela é uma transmissão ao vivo nas redes sociais, portanto, não há ensaios e nem cortes e, segunda, ela deve conter uma estrutura simples, clara e direta, que exige do seu executor(a) uma boa capacidade de comunicação, oratória assertiva, e conhecimento sobre o que vai ser falado”.

Sirley apresenta algumas dicas fundamentais para que todos possam ir se familiarizando com a linguagem e, principalmente, com as técnicas de elaboração, organização e estruturação de lives.

1) A divulgação da live é o primeiro passo. Portanto, é necessário caprichar nessa fase. Algumas opções são: confeccionar um post criativo, que apresente o tema, horário, onde será transmitida, fazer alguns stories contando sobre o que vai ser falado e chamando o público para participar.

2) O próximo passo é o planejamento e a estrutura da live. No planejamento deve ser definido: o assunto, o objetivo, o tema, o público, o tempo, os tópicos principais e a estratégia de apresentação. Na estrutura, você distribui o tempo e conteúdo em: introdução, desenvolvimento e conclusão.

3) Em uma live, o tempo da audiência é muito curto, é necessário ter em mente que são 0,07 segundos para gerar uma primeira impressão positiva e fazer as pessoas permanecerem na apresentação. Depois em 0,30 segundos, deve ser apresentada uma abordagem eficiente, clara e objetiva, que convença as pessoas sobre a importância do que será exposto e, por fim, convencer as pessoas dentro de 03 minutos, capturar a atenção. A analista comenta, “Lembrando que, por ser em redes sociais, você nunca sabe em que momento alguém vai entrar. Porém, é possível visualizar quem acaba de entrar. Nessa hora, quando possível, falando ou escrevendo, é bom dar atenção à pessoa”.

4) Por fim, ter alguns cuidados para passar confiança, credibilidade e profissionalismo nas lives é essencial. Um excelente sinal de internet, bons equipamentos de captação e transmissão, que pode ser um computador, celular e/ou webcam e os instrumentos de luz e som.

O Intrepeds – Instituto de Treinamento, Pesquisa e Desenvolvimento do Ser possui um treinamento básico que tem como objetivo preparar, organizar e executar a sua primeira live. O nome do Programa é: “A primeira Live a gente não esquece”. Nele você passará por três módulos, sendo: Módulo 1: Técnicas de oratória assertiva, comunicação verbal, não verbal, técnica vocal e planejamento e estrutura da live. Módulo 2: Treinamento Técnico para a utilização das ferramentas necessárias disponíveis, organização de cenários, luz, som e os materiais básicos para captação e transmissão. Módulo 3: Participação em sua primeira live e feedback.

Então, “Venha participar dessa nova forma de encontrar, divulgar e informar seu público com criatividade, técnica e profissionalismo” finaliza Sirley.

INTREPEDS – Instituto de Treinamento, Pesquisa e Desenvolvimento do Ser
Sirley Machado Maciel
Analista comportamental, terapeuta e escritora
Site: www.intrepeds.com
Facebook: Intrepeds.Desenvolvimento
Cel: (41) 99996-7063
sirleym.maciel@gmail.com
Facebook: Sirley Machado Maciel Intrepeds