Aproveite esse período de isolamento para planejar suas próximas férias para a Bariloche

Mesmo durante o período de isolamento, pensar na sua próxima viagem pode ajudar na felicidade

POR: MAPA Comunicação Integrada

No atual cenário, todas as férias e viagens tiveram que ser canceladas. Mas, aos poucos, a atividade turística tem sido retomada, com os devidos cuidados necessários. Mas isso não significa que você deva cancelar também o planejamento da suas próximas férias, e isso pode ser benéfico: de acordo com os pesquisadores, olhar para a próxima aventura pode beneficiar sua saúde mental, mesmo se você não tiver certeza de quando será essa aventura.

Alguns psicólogos divulgam os benefícios mentais de passar as férias em um lugar novo. Uma pesquisa realizada com 485 adultos nos EUA vinculou viagens a empatia, atenção, energia e foco aprimorados. Outras pesquisas sugerem que o ato de se adaptar a culturas estrangeiras também pode facilitar a criatividade. As férias também fazem parte de um ciclo essencial para o equilíbrio da vida. Da intensidade no trabalho a essa pausa, que é de extrema importância, que é quando se reequilibra as ideias e as energia

Sonha em conhecer Bariloche? Vamos dar dicas para você aproveitar esse período de isolamento e planejar suas próximas férias de verão, assim que a cidade estiver de portas abertas para voltar a receber turistas.

Sobre a cidade

San Carlos de Bariloche é uma cidade na região da Patagônia argentina, localizada na província de Rio Negro. Limitada pelo lago glacial Nahuel Huapi, junto à Cordilheira dos Andes, Bariloche é conhecida pela arquitetura no estilo alpino suíço e pelo chocolate, cerveja artesanal e muita natureza. A cidade serve também como uma base para caminhadas e a prática do esqui nas montanhas próximas e para explorar a região dos lagos ao redor. Por ficar em um país sul-americano, não é necessário visto e muito menos passaporte, apenas o documento de identidade oficial do Brasil já vale (CNH não é aceita).

Praias

Praia do Lago Nahuel Huapi
Praia do Lago Nahuel Huapi

Para muitos a ideia de Bariloche no verão ainda soa estranho, mas a cidade tem inúmeras atrações para curtir as altas temperaturas do verão. São lagos com praias: o Lago Nahuel Huapi é de origem glacial, que explica suas águas de um intenso azul cristalino e conta com cerca de seis praias: do Centenário, do Centro, Melipal, Bonita, Serena e Villa Tacul; o Lago Gutierrez é rodeado por bosques com águas mais temperadas, porque o volume principal não vem do degelo da neve, mas sim das chuvas, conta com as praias Villa Los Coihues, Lado oeste e Lado leste e sul; o Lago Mascardi localizado dentro do Parque Nahuel Huapi é ideal para pescar e navegar, fica, ideal para fazer camping e piquenique e trakking.

Atividades e aventura

Para quem curte esportes mais radicais, Bariloche é o lugar certo para a prática de algumas dessas modalidades. Dentro das modalidades aquáticas tem: mergulho, caiaque, kite surf, navegação (por meio do clube náutico), rafting, stand up paddle e o stand up rafting, uma nova modalidade que mistura o stand up paddle com rafting. Para quem quiser ficar em terra firme tem trakking, mountain bike, escalada e cavalgadas. Quem quiser se aventurar pelos ares patagônicos tem arvorismo e parapente. Para mais informações dessas atividades, acesse o site https://www.barilocheturismo.gob.ar/br/descubra-a-aventura

Passeios

Um dos lugares que as crianças amam, é o Parque Nahuelito, o parque dos dinossauros da Patagônia. O local tem 30 réplicas de dinossauros em tamanho real, espalhados por toda a área.

Bar de gelo

Já para quem quer ver um pouco de frio em Bariloche, existem pistas de patinação no gelo e um bar de gelo na cidade.

Outra opção é os grupos de walking tour, quando é possível conhecer o Centro Cívico da cidade, que passa pelos principais pontos históricos de Bariloche.

O passeio mais completo para conhecer Bariloche – de uma ponta a outra – é o Circuito Chico. O roteiro começa no centro da cidade, seguindo pela margem sul do lago Nahuel Huapi, avançando pela avenida Bustillo, você encontra o Club Regatas na altura do quilômetro 20 – é lá onde fica a península de San Pedro. O circuito segue para a península Llao Llao, passa pela Villa Tacul, depois pelo Lago Moreno, onde é possível conhecer a Colônia Suiza, um pedaço da Suíça em Bariloche. Há 17km do centro da cidade, o Circuito Chico passa pelo Cerro Campanário, um dos mirantes mais lindos com vista privilegiada.

Gastronomia

Se existe algo que Bariloche também é especialista, é boa comida. Existem diversos restaurantes e outros lugares para degustar as comidas tópicas da região como o Cordeiro, truta e defumados, iguarias que você encontra nos principais restaurantes da cidade.

Um dos produtos tradicionais na região são Cervejas artesanais, produzidas há quase 100 anos. Por toda a cidade são inúmeras cervejarias, muito próximas umas das outras e fez com que a região formando uma verdadeira “estrada cervejeira”. Bariloche é também a capital nacional do chocolate. Os visitantes podem percorrer as chocolaterias e ver de perto como o produto é feito, e inclusive um museu dedicado a essa especiaria.

Para mais informações de Bariloche:

barilocheturismo.gob.ar/br

Facebook @BarilochePatagoniaBR

Instagram @barilochear