Grazi Macarons é sucesso no ABC e região

Graziela Bachert, mais conhecida como Grazi Macarons é a proprietária da empresa Graziela Bachert Brasil Macarons que produz esse doce há 05 anos. “Eu nunca tinha visto macarons aqui no ABC paulista, então fui estudar esse docinho tão temperamental. Depois de muitas tentativas aprendi e dominei a macaronagem , assim é como chamamos a produção dele, hoje atendo muitas festas eventos, noivas, buffets, presentes, tendo como macarons meu trabalho principal , e isso me fez descobrir meu verdadeiro dom, a confeitaria, produzo vários outros doces como bouquet de doces, biscoitos personalizados, cake pops, maçãs e maçãzinhas do amor, palhas italianas em diversos sabores e muitos sabores de brigadeiros gourmets.”

Ela conta que esse mercado está crescendo e atende quase todo o Brasil. “Como é um doce caro, difícil de ser encontrado, principalmente aqui no ABC, atendo pessoas de muitas regiões que vêm buscar comigo esse doce por dois motivos, estão sempre fresquinhos e os preços que variam de R$ 1,80 a 10,00 personalizados. Além do ABC, atendemos também, Grande SP, Guarulhos, Interlagos, Zona Leste de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Mato Grosso, etc. As pessoas quando passam por São Paulo, vêm até nós, porque meu trabalho é divulgado por meio do Facebook Graziela Bachert Brasil Macarons e Instagram de mesmo nome. Após muitas tentativas em outras áreas posso dizer que sou muito feliz e amo o que faço e que algumas pessoas trabalham 8 horas por um emprego eu 24 horas por um sonho.

Origem dos Macarons

Em 1533, a nobre italiana Catarina de Médici (1519-1589), então com 14 anos de idade, casou-se com o rei Henrique II de França (1519-1559) e mudou-se para o país do marido, levando consigo a receita de seu doce favorito, uma espécie de biscoito feita com merengue de amêndoas. O macaron, na época conhecido apenas como Doce da Rainhaera restrito aos nobres da corte. Os confeiteiros de Catarina mantinham a receita em segredo. O nome veio de “maccherone” (macarrão, em italiano) que designava massa fina.

No século XVI a receita dos finos biscoitos caiu nas mãos de freiras Carmelitas, que passaram a produzir e vender os doces. Duas freiras da cidade de Nancy, remanescentes dessa ordem, recriaram a receita no século XVIII, durante a revolução francesa. Elas ficaram conhecidas como Irmãs Macarons. Mas foi no século XX que o doce tomou a forma de “biscoito recheado”, um pouco mais parecida com a que conhecemos hoje.

Deixe uma resposta